terça-feira, outubro 07, 2014

Don't tell her it isn't so


Quando o concerto terminou debati se deveria esperar para te ver. Passou-me tudo pela cabeça: o fim do concerto de Paredes e o meu entusiasmo com um pedaço da camisa do Morrissey que te queria oferecer; o concerto do Owen Pallett em que te vi à espera de alguém que não eu; e todo esse período de entusiasmo da minha parte só por te ver; as vezes que tivemos juntos; o teu sorriso; a falta que me fazes; o que eu gostava de estar contigo. Mas será que posso perturbar este 'equilíbrio sereno'? Será que faz sentido? A verdade é que estou bem, ainda que as coisas andem devagar.

domingo, maio 19, 2013

The Past Is a Grotesque Animal


No outro dia decidi ir ouvir o 'Room on Fire' dos Strokes. Ao contrário do 'Is this it?' (ao qual regressei volta e meia e cujas músicas volta e meia passam nas rádios) não ouvia o RoF do início ao fim desde a minha fase de fã deles. O problema é que essa minha fase corresponde a quando te conheci em inícios de 2005. E durante a duração do disco veio-me tudo à memória. Tudo aquilo que fiz, cada coisa mais estúpida que a anterior mas que foram o resultado da minha inocência de então. Olhando para trás agora, mais velho e um pouco mais sábio, acho toda a situação foi de uma brutalidade terrível. E fico até espantado com tudo aquilo que fiz e por que passei. Acho que era um miúdo demasiado ingénuo. E ainda não fui capaz de ir voltar a ler aquilo que te escrevi há 6 anos e meio. Por um lado por vergonha do ridículo, por outro por medo de desenterrar mais memórias. Já me chegam as que não esqueço. Mas se foi de uma brutalidade terrível, não te culpo de nada (e não digo isto só porque sim). Até porque não teria feito sentido protegeres-me das situações em que eu prontamente me colocava.

terça-feira, outubro 16, 2012

Nostalgia (do medo, da alegria e da dor)

Volta e meia regresso ao blog para ler algumas das coisas que escrevi. Se "foi a sede que me fez voltar para a estrada"é essa mesma sede que me faz voltar aqui para reler o que ficou gravado: "o medo, a alegria e a dor". E faço sempre a mesma pergunta a mim mesmo: "Do you long for her or for the way you were?"2.

1Sérgio Godinho - Assim como um Postal para o Canadá
2Jonathan Richman - Summer Feeling

domingo, janeiro 09, 2011

Don't think twice, It's alright (2) / Fim

Ontem à noite já queria explicar tudo e falar sobre tudo. Isto tem dias. Aliás, a minha ideia até era não dizer nada, essa sim era a "melhor opção". Mas não explicarei mais nada.

E este blog chega assim ao fim. Que era uma espécie de resolução de fim-de-ano. Digo apenas que faz tudo parte do processo, porque isto está demasiado marcado pelos tempos que quero deixar para trás. Obrigado a todos os que foram leitores assíduos do blog durante todo este tempo.

Até sempre. E lembrem-se: "Always look on the bright side of life". Como eu.



Melhor opção (3)

Uma das razões porque penso esta ser a melhor opção é cansaço que tenho disto tudo. Cansado até para explicar os motivos, restando apenas a esperança de ser compreendido.

Don't think twice, It's alright

Sei que não desaparecerei totalmente, continuaremos a vermos pontualmente. Na rua ou em concertos, provavelmente. Se não fosse esse o caso nunca tomaria a decisão de 'desaparecer'. Não poderia ser de outra forma. Mas também sei que, depois de dizermos adeus (ou um "até à próxima") e formos cada um para seu lado, ficarei sempre à espera de te ouvir chamar o meu nome like you never did before.

terça-feira, janeiro 04, 2011

Melhor opção (2)

When you have no one,
No one can hurt you

Palace Brothers (Will Oldham) - You Will Miss Me When I Burn

domingo, janeiro 02, 2011

Melhor opção

Gosto muito de causar impacto, mas sei que a melhor opção é simplesmente desaparecer. Sem dizer nada. Não deverá ser difícil para alguém que nunca 'aparece'.

Little words (2)

"I know that a lot of what I say has been lifted off of men's room walls.
Maybe I've crossed the wrong rivers and walked down all the wrong halls."

Silver Jews - Random Rules

sábado, janeiro 01, 2011

Little words

Da última vez que falamos percebi que

Not for all the tea in China
Not if I could sing like a bird
Not for all North Carolina
Not for all my little words
Not if I could write for you
The sweetest song you ever heard
It doesn't matter what I do
Not for all my little words

Magnetic Fields - All my little words

Resoluções 2011

Desde que tomei a minha decisão para os próximos meses que cada conversa e situação me faz sentir mais convicto e traz mais urgência. É como desde que estou a tirar a carta que parece que esta me faz falta para tudo.